terça-feira, 27 de dezembro de 2016

#24 | DICA DE LIVRO | 2016 | Jeni | O Ano Em Que Disse Sim - Shonda Rhimes




Autora: Shonda Rhimes
Editora: Best Seller
Ano: 2016
Páginas: 256



"Um livro motivador da aclamada e premiada criadora e produtora executiva dos sucessos televisivos Grey’s Anatomy, Private Practice e Scandal, e produtora executiva de How to Get Away with Murder.
Você nunca diz sim para nada. Foram essas seis palavras, ditas pela irmã de Shonda durante uma ceia de Ação de Graças, que levaram a autora a repensar a maneira como estava levando sua vida. Apesar da timidez e introversão, Shonda decidiu encarar o desafio de passar um ano dizendo “sim” para as oportunidades que surgiam. Os “sins” iam desde cuidar melhor de sua saúde até aceitar convites para participar de talk shows e discursos em público. Além disso, Shonda deu um difícil passo: dizer sim ao amor próprio e ao seu empoderamento. Em O Ano em que disse sim, Shonda Rhimes relata, com muito bom humor, os detalhes sobre sua vida pessoal, profissional e como mergulhar de cabeça no “Ano do Sim” transformou ambas e oferece ao leitor a motivação necessária para fazer o mesmo em sua vida". (Skoob) 

O livro mais esperado do ano foi uma das leituras mais prazerosa. Amei ter Shonda Rhimes do "meu lado" contanto um pouco como ela encara as câmeras e programas ao vivo e tal. Saca só: "Mas sou o tipo de pessoa que TERIA catarro de medo. Aconteceria comigo. Simplesmente porque seria assustador. É assim que o universo gosta de me tratar, de me ensinar uma lição, de me manter na linha. Sou a garota que rasga a calça e não repara. Sou a mulher que se esquece de tirar a etiqueta de preço do vestido e sai andando com ela pendurada as costas para que todos possam ver, durante um jantar, não apenas o quanto gastei, mas também QUAL É O MEU TAMANHO. Sou aquela que derrama líquidos. Que tropeça. Que deixa cair. Certa vez eu acidentalmente arremeteu pelo salão um osso de galinha em um coquetel muito elegante enquanto tentava concluir uma conversa". P 58
Amei. Quem nunca passou pelo menos por uma situação semelhante que atire a primeira pedra. 
A cada página que vou lendo fico cada vez mais encantada com seu jeito de ser e como ela leva as séries que amo tanto, tão a sério. 
Falando em serie ela menciona o episódio que a Sandra Oh (Cristina Yang) deixa a série. Queria chorar de novo, com o que ela menciona no livro. Super amei. Ela fala muito da importância da personagem Cristina e os motivos que a fizeram á criar daquele jeito. A melhor série da vida pra mim é Grey's Anatomy, ouvi da escritora da série seus pontos de vista, é como se eu estivesse ali nos bastidores do estúdio da ABC. 
Sobre feminismo/ser mãe solteira, a escritora deixou uma lição importante:  

"Vou defender seu direito de assar seus brownies, vou marchar por seu direito de assar em casa o que quiser. Mas vou tirar meus brincos e pedir que alguém segue minha bolsa para a agressão verbal em que precisaremos entrar caso você tente me dizer que preciso definir minha maternidade da mesma forma que a sua". P 103.

O livro é todo recheado de palavras que precisamos ouvir de quem esta no topo de sua carreira, para poder entender que na vida devemos ser o sol. 


Beijo Grande e Boa Leitura!


Um comentário:

  1. Passando para desejar um maravilhoso 2017 cheio da presença de Deus, paz, amor, alegria e tudo de melhor!
    Bj e fk c Deus
    Nana
    http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para nós. Deixe um recadinho! Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...