quinta-feira, 27 de agosto de 2015

10 Livros que estragaram o mundo e outros cinco que não ajudaram em nada - Benjamin Wiker



Olá, povo lindo! Hoje tem resenha para vocês.
Acompanhe minhas metas e listas atualizadas - AQUI -.


Editora: Vide Editorial
Ano: 2015
Páginas: 242

VOCÊ ACHA QUE ALGUM LIVRO TEM O PODER DE ESTRAGAR O MUNDO?

Imaginem um livro, que seja diferente de tudo que você já leu, onde ao abri-lo alguém joga por terra nomes que você no decorrer da sua formação considerava importante, e aqueles nomes tão falados em livros da faculdade fazem parte de uma cúpula de pessoas que estragaram o mundo com suas idéias. 
Sabe aquele tal de Nicolau Maquiavel, René Descartes, Thomas Hobbes, Jean-Jacques Rousseau e muitos outros, fazem parte desta lista que reúne 15 autores/livros.
A ideia do livro é mostrar que as idéias hoje produzidas pela nossa sociedade tem frutos de discussões passadas escritas em um destes livros. 
Respondendo a pergunta que iniciei este post, eu acredito que sim, um livro pode estragar um mundo. 
"Eles podem ser - e têm sido - tão perigosos e nocivos quanto doenças mortais. E, como doenças, tais idéias letais podem infectar as pessoas sem que elas percebam. Essas idéias, geralmente não identificadas, pairam no ar intelectual que respiramos". 
"O bom senso e um pouco de lógica nos advertem que, se ideias tem consequências, então más idéias têm más consequências. E, ainda mais óbvio: más idéias, escritas em livros, tornam-se muito mais duráveis, infectam gerações e mais gerações e ampliam a miséria do mundo". 
Continuando o autor ainda deixa mais claro... "Eu afirmo, portanto, que o mundo seria um lugar demonstravelmente melhor hoje se os livros que estamos prestes a discutir jamais tivessem sido escritos. Meio século atrás (e até há vinte anos, entre a elite acadêmica), era possível continuar afirmando que o marxismo era uma força positiva atuante na história. Porém, desde que sua capa protetora implodiu toda a União Soviética - e deixou a China despedaçada, para dizer o mínimo -, ninguém, ao ver reveladas dezenas de milhões de corpos em de composição, pode concluir alguma coisa alem do seguinte: se o Manifesto do Partido Comunista jamais tivesse sido escrito, um tanto enorme de sofrimento teria sido evitado. o mesmo vale para o Minha Luta, de Hitler, e para todos os outros livros dessa lista, ainda que, às vezes, o massacre seja de tipo diferente e mais sutil". 

O post ficaria extenso se eu fizesse um resumo de cada obra, acredito que este também não seja o foco deste post, mas irei mostrar para vocês  o sumário do livro, com os títulos e respectivos autores que esta obra selecionou a "dedo". 


Parte I - Estragos Preliminares

Capítulo 1. O Príncipe, de Nicolau Maquiavel (1513)
Capítulo 2. Discurso sobre o método, de René Descartes (1637)
Capítulo 3. Leviatã, de Thomas Hobbes (1651)
Capítulo 4. Discurso sobre a origem e os fundamentos da desigualdade entre os homens, de Jean-Jacques Rousseau (1755).

Parte II - Dez Grandes Estragos

Capítulo 5. Manifesto do Partido Comunista, de Karl Marx e Friedrich Engels (1848)
Capítulo 6. Utilitarismo, de John Stuart Mill (1863)
Capítulo 7. A descendência do homem, de Charles Darwin (1871).
Capítulo 8. Além do bem e do mal, de Friedrich Nietzsche (1886)
Capítulo 9. O Estado e a Revolução, de Vladimir Lênin (1917)
Capítulo 10. O Eixo da Civilização, de Margaret Sanger (1922)
Capítulo 11. Minha luta, de Adolf Hitler (1925)
Capítulo 12. O Futuro de uma ilusão, de Sigmund Freud (1927)
Capítulo 13. Adolescência, sexo e cultura em Samoa, de Margaret Mead (1928)
Capítulo 14. O relatório Kinsey, de Alfred Kinsey (1948)

Parte III - Menção Desonrosa

Capítulo 15. A mística feminina, de Betty Friedan (1963)

Eu fiquei e estou encantada com este livro, este é o melhor na categoria conhecimento, que li este ano.



Beijo grande e boa leitura...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós. Deixe um recadinho! Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...