domingo, 7 de dezembro de 2014

Para Ser Escritor - Charles Kiefer


Olá, povo lindo! 
Hoje trouxe um livro que ganhei da sogrinha de Natal, isso mesmo, de Natal, ela aproveitou o Black Friday para comprar meu presente. É claro que fiquei muito feliz, pois quanto mais opção de leitura eu tenho em casa, mais eu leio.
Esse é o meu 35º livro lido este ano. Metas e relatórios atualizadas - AQUI -


Autor: Charles Kiefer
Editora: Leya
Ano: 2010
Páginas: 160
Teoria da Literatura | Literatura Brasileira | Ensaios

Ao começar a leitura você pensa que o autor vai mostrar claramente um caminho do que fazer para ser um escritor, isso acontece, mas não é através desta linha que o livro é construído. Na verdade são conceitos e experiencias que o autor já viveu e sua opinião a respeito de alguns assuntos, como por exemplo os blogs, é isso mesmo, ele fala o que acha dos blogs. 
Os capítulos são curtos, foram feito pensando nos textos que lemos na internet, que também são curtos e pula de um assunto para o outro com rapidez.  
O autor que teve em sua primeira noite de autografo nada menos do que, Mario Quintana, conta os conselhos recebidos do grande escritor.
Falando em ser escritor, Kiefer começa seu livro fazendo uma reflexão sobre a assunto. "Na absoluta solidão de seu ofício, enquanto a mente elabora as frases e a mão corre para acompanhar-lhe o raciocínio, é escritor". "Depois, já é o primeiro leitor, o primeiro crítico de si mesmo e não mais escritor". 
Continuando sua reflexão ele fala que "é o autor que imagina o efeito que seu texto produzirá sobre os outros, sobre a sociedade; é o autor que sente prazer em ver seu nome estampado na capa de uma obra qualquer; é o autor que regozija com um comentário positivo da crítica, que se enfurece com um comentário negativo".
Você só é escritor quando pensa e coloca as palavras no papel, depois as outras funções quem é responsável é o autor, é ele que organiza noites de autógrafos, vira contista, cronista e etc.
Falando sobre os blogs, ele fala que ninguém pode pensar que já é escritor escrevendo em blogs, mas acredita que seja uma forma de exercício para tal feito. Outra ideia bastante interessante é que ele lança a ideia de que "os blogs poderão vir a ser a mais autêntica forma de expressão artística do séc. XXI".  
O que me fez ficar em êxtase foi saber que não sou louca, ou sou, mas não estou sozinha neste mundo. O autor prefere ler 30 ou 40 livros simultaneamente do que um só". 

Já tinha adorado o livro, depois de descobri isso, aí em cima, pronto, ele terminou de me conquistar. 

O livro ainda tem muita coisa para você descobrir, até sobre o plágio que Paulo Coelho fez, ao transcrever um conto de Franz Kafka. Isso mesmo. Ele plagiou na 'cara dura'.


Beijo Grande!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós. Deixe um recadinho! Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...