quarta-feira, 20 de agosto de 2014

SE EU PUDESSE VIVER NOVAMENTE

Se você pudesse viver sua vida novamente, o que faria? Trocaria de emprego, de esposa(o), de cidade? Ou continuaria como está? Podem surgir várias respostas; mas no final das contas, o que mais falta na vida não é grandes decisões, volumes de dinheiro, fama ou status, mas uma vida simples. Isto não quer dizer ser simplista, a tal ponto de parecer ingênuo, superficial ou até mesmo ignorante.


Há muito tempo atrás, o escritor Jorge Luis Borges, listou algumas coisas para fazermos enquanto vivos. Coisas pequenas, fáceis que não demandam muito tempo, dinheiro nem planejamento; apenas disposição. Que tal? Busque a simplicidade, é ela que nos aproxima da felicidade. O Livro mesmo já explica. "O Senhor protege os simples; achava-me prostrado, e ele me salvou" (Salmo 116:6).

SE EU PUDESSE VIVER NOVAMENTE
(Jorge Luis Borges)

Se eu pudesse viver novamente a minha vida;
na próxima, não temeria cometer mais erros.
Não tentaria ser tão perfeito, relaxaria mais.
Seria mais tonto do que fui, e de pronto
tomaria muito poucas coisas com seriedade.
Seria até menos higiênico,
correria mais riscos, viajaria mais,
contemplaria mais entardeceres,
subiria mais montanhas, nadaria mais rios,
iria a mais lugares onde nunca fui,
comeria mais sorvetes e menos coisas amargas,
teria mais problemas reais, e menos imaginários.
Eu fui dessas pessoas que vivi
sensata e prolificamente cada minuto e sua vida,
claro que tive momentos de alegria.


Porém, se pudesse voltar atrás,
trataria de ter somente bons momentos.


Se vocês não sabem, é disso que é feita a vida,
somente de momentos, não percamos tempo.


Eu era desses que não iam a nenhuma parte,
sem um termômetro, uma bolsa de água quente,
um guarda-chuva e uma bengala,
se eu pudesse voltar a viver, viajaria mais leve.
Se eu pudesse voltar a viver, começaria a andar
descalço no início da primavera e seguiria
assim até o final do outono.


Andaria mais pelas ruazinhas,
contemplaria mais amanheceres
e brincaria mais com as crianças,
se eu tivesse outra vida pela frente.
Porém vejam, tenho oitenta e cinco anos
e sei que estou morrendo.


Jorge Francisco Isidoro Luis Borges Acevedo Buenos Aires 1899-1986
Foi escritor, poeta, tradutor, crítico literário e ensaísta argentino.
Em 1914 sua família se mudou para Suíça, onde ele estudou e de onde viajou para a Espanha. Em seu retorno à Argentina em 1921, Borges começou a publicar seus poemas e ensaios em revistas literárias surrealistas. Também trabalhou como bibliotecário e professor universitário público. Em 1955 foi nomeado diretor da Biblioteca Nacional da República Argentina e professor de literatura na Universidade de Buenos Aires. Em 1961, destacou-se no cenário internacional quando recebeu o primeiro prêmio internacional de editores, o Prêmio Formentor.

Seu trabalho foi traduzido e publicado extensamente no Estados Unidos e Europa. Borges era fluente em várias línguas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós. Deixe um recadinho! Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...