quarta-feira, 23 de julho de 2014

# Coisas da Bahia Parte 1


Mesmo que o português seja o idioma oficial do Brasil, a cada quilômetro rodado é uma surpresa.  Enquanto meus amigos pegam gripe no sul com o frio, eu, aqui no nordeste  só pego sol e muriçoca. No sul é pernilongo, no nordeste é muriçoca, mas no final é tudo a mesma coisa. O que muda é só as risadas que não faltam com tanta diferença. Confiram:



A Pois: falei; não disse!. “- O Brasil perdeu a Copa. – A Pois...”
Assunta: prestar atenção. “Assunta só, estava na casa de Carol...”
Avoador: biscoito de polvilho. Aqui tem  muito, literalmente para “dar e vender”.
Axé: candomblé.
Bater um bába: jogar futebol  na praia, no campinho, na praça.
Chã de Fora: Carne de 2ª. “O pastel pode ser feito com chã de dentro ou chã de fora.”
Catimba: enrolação. “-Eita, este time tá uma catimba veia brava”.
Chimango:biscoito
Guela: garganta.
Farda: uniforme escolar.
Galego(a): uma pessoa loira.
Larga de Bestagem: "para com isto".
Macacheira/Aipim: mandioca.
Matutu/Matero: desequilibrado, pessoa do sítio.
Gajão: amigo
Péba: ruim, qualidade inferior. “Esta internet é peba”.
Instruir: desperdiçar. “-não vou instruir esta comida.”
Muriçoca:pernelongo.
Puba: uma massa extraída da mandioca fermentada e utilizada na produção de bolos, biscoitos e diversas outras receitas típicas.
Resenha: mentira, “lorota”.

Kombi: van. Em Itambé, próximo de Vitória da Conquista-BA, o pessoal aqui é organizado e tem até uma associação de kombeiros. 
Oh Moço/Moça: esta expressão é muito usada na conversa; se usa com criança, com mais velhos, com qualquer idade. É como se fosse dar ênfase em algo; tipo: “- Oh moça, você tem que conhecer Ilhéus”.


Agradecimentos aos meus amigos baianos: Carolina Cardoso, Jacson de Jesus, Welres Knller e Felipe e Weyder.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós. Deixe um recadinho! Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...