domingo, 1 de junho de 2014

Nós Dois - Nita Freire e Paulo Freire





Autora: Ana Maria Araújo Freire
Editora: Paz e Terra
Páginas: 320
Ano: 2013



Bom dia! Nada como começar o dia falando deste lindo livro, que me encantou a cada página, e me deixou com gostinho de quero mais. Obrigada de coração amiga linda (Suzana Lima), pelo presente adiantado de aniversário. Foi muito bom, poder ler (e tê-lo) esse livro.

Esse livro é 11º livro do ano (Metas aqui). |\O/| 

Eu adoro livros assim de memórias, reflexões sobre a vida a dois, sobre as escolhas, renúncias e dilemas necessários de uma vida intensa. 
Então, imagina como foi prazeroso lê-lo, devorar, sem pausas (confesso que teve momentos que a leitura deu uma leve empacada, foi nas páginas, que tinha cartas de Paulo para Nita, e a letra dele, parece um pouco com a de médico, tem coisas que da para ler, outras vai por dedução mesmo). 
Quando lia o livro a noite, meu sono se perdia nas linhas do livro e nas memórias de Nita. E para achá-lo de novo? Era sempre uma luta. 
"Conheci" Paulo Freire na faculdade, uma professora, diga-se de passagem, muito fera, apresentou para a sala vários pensadores, tínhamos que escolher um deles para estudar, bom, na época confundi Paulo Freire com João Batista Freire (risos), associei o sobrenome e a confusão foi feita na minha mente. Depois de perceber a tolice que tinha pensado, comecei a estudar suas teorias, me apaixonei logo de cara pelos seus livros. 
É claro que esse livro me encantou mais, pois mostra o outro lado de Paulo Freire, mostra como era um pouco sua vida, como ele encarava  e se entregava ao amor. Você pode perceber isto no diário de Nita, incluso neste livro, que é lindo, revelador e fascinante. 
Paulo Freire tinha sonhos ousados quando criança, ele queria furar um buraco de Recife até ao Japão. Outra coisa foi o fato de Paulo não saber andar de bicicleta, isso me fez pensar, que tem coisas na vida que só a infância pode ensinar. Por isso a importância de não pular as fases da criança. Ao crescer ele continuou com sonhos, um deles era de poder ver a virada do milênio, esse sonho não se concretizou.
A vida de pessoas assim como a de Paulo que nasceu no Recife, e viveu em situações muitas vezes precária, ter lutado e conquistado o mundo, é fascinante. As vezes a diferença de pessoas como Paulo, para eu e você, é a resiliência.



Beijos, até o próximo post.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós. Deixe um recadinho! Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...