terça-feira, 6 de maio de 2014

Parábola: A Grande Ceia

Olá Galera, Tudo Bem? Quem gosta de festa? É, bem provável que você tenha respondido EU.

Em todas as épocas da Humanidade sempre houve celebrações festivas para comemorar algo ou simplesmente curtir o momento, algumas festas do passado levava, dias meses e até anos, alguns com pensamento equivocado acredita que festejar sempre está relacionado a culto pagãos, logo cristão não deve participar, ao contrário disso encontramos ao longo da história bíblica várias referências a festas, os israelitas tinham até um calendário anual para festejar, dado pelo próprio Deus, são as seguintes celebrações: Festa da Pascoa Êxodo 12:3; Festa dos Pães Asmos Exodo 12:17 e Levíticos 23:6; Festa das Primícias Levíticos 23:10-11; Festa do Pentecostes Exodo 19:1-2; Festa das Trombetas Levíticos 23:24; Festa da Expiação Levíticos 23:27-29; Festa dos Tabernáculos Levíticos 23:40-43.   

Entre as muitas parábolas contadas por Jesus está à parábola da Grande Ceia que se desenvolve assim: “...Um certo homem fez uma grande ceia, e convidou a muitos. E á hora da ceia mandou o seu servo dizer aos convidados: Vinde, que já tudo está preparado. E todos à uma começaram a escusar-se. Disse-lhe o primeiro: Comprei um campo, e importa ir vê-lo; rogo-te que me hajas por escusado. E outro disse: Comprei cinco juntas de bois, e vou experimentá-los; rogo-te que me hajas por escusado. E outro disse: Casei, e portanto não posso ir. E voltando aquele servo, anunciou estas coisas ao seu senhor. Então o pai de família, indignado, disse ao servo: Sai depressa pelas ruas e bairros da cidade, e traze aqui os pobres e aleijados, e mancos e cegos. E disse o servo: Senhor, feito está como mandaste, e ainda há lugar. E disse o senhor ao servo: Sai pelos caminhos e valados, e força-os a entrar, para que a minha casa se encha. Por que eu vos digo que nenhum daqueles homens que foram convidados provará a minha ceia. Lucas 14:16-24

Numa análise superficial o leitor pode pensar que o rei ao se embravecer com três convidados específicos estava sendo tirano, afinal qualquer um pode recusar-se a participar de uma festa, no entanto naquela época era comum o oficial do rei ao sair a convidar, levar uma lista com os nomes dos convidados e este confirmar se estaria presente ou não na festa, ao confirmar ou rejeitar o rei fazia a provisão necessária e alguns dias antes da festa o súdito do rei passava novamente, somente para acertar os detalhes da ida do convidado, verificar se necessitaria pernoitar, foi nessa segunda passada do oficial real que eles disseram que não poderiam participar da festa.

Jesus expos de maneira inequívoca a falácia humana de arrumar desculpas para não aceitar o convite divino, Deus está tão ansioso para ajuntar os seus filhos que manda o “seus súditos” a irem em todos os lugares e trazer todos os tipos de pessoas, mas infelizmente muitos não querem ir a festa.

Não falta muito para a festa celeste começar, há um lugar separado pra você na mesa, e então o que dirás? Eu quero muito estar lá, eu não vejo a hora dela começar.

Que Deus nos abençoe, e nos conceda a Graça de participar da maior e melhor festa já realizada no Universo, A Festa das Bodas do Cordeiro.


Um Grande Abraço e até a próxima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós. Deixe um recadinho! Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...