quarta-feira, 28 de maio de 2014

Hagar - a Pérola do Deserto


Hagar -  a Pérola do Deserto
Autor: Assad Bechara
Número de páginas: 235

 imagem: fatos incríveis

A Bíblia nos conta a origem do eterno ódio entre árabes e judeus tão noticiados pelos jornais de todos os cantos do mundo.  Foi por causa de uma mulher (Sara)  que não acreditou nas promessas de Deus e  autorizou seu marido Abraão a ter um filho com outra mulher, a escrava egípcia chamada Hagar. Olha lá a história completa do triângulo amoroso; está em Gênesis 16. Mais que nos dar noções históricas e políticas tão comentadas, esta história tem efeito transformador quando lida com o objetivo de receber algum aprendizado pessoal. O Dr. Assad Bechara, escritor do livro Hagar – a Pérola do Deserto com todo seu conhecimento bíblico, histórico e comportamental sabiamente traduziu em palavras como o Divino tem o poder  da misericórdia, ou seja, não dar o que merecíamos: a morte, o desamparo e o esquecimento. A justiça Divina oferece uma segunda chance para os principais  envolvidos da história, Abraão, Hagar e Sara; desafia a ditadura do preconceito mostrando que Deus não faz acepção de ninguém. O livro é poético, o texto flui com leveza e perfeição; mesmo informal em vários momentos, o autor não escorrega na gramática. O material não é ficção!, para tornar a história ainda mais interessante o autor utilizou a psicologia para fazer uma análise comportamental de  cada personagem da história.

Este livro é um dos melhores livros que já li, serve para todos que estão passando pelos desertos da vida e precisam encontram Deus em todo seu sofrimento. Certamente, como Hagar você terá a mesma definição do Soberano em sua vida “Tu és Deus que vê...” (Gênesis 16.13)

Pr. Assad Bechara - Formado em Teologia, Jornalismo, Relações Públicas, Publicidade e Propaganda, Mestrado em Comunicação e Doutorado em Ministérios da Área de Comunicação pela Universidade Andrews, Michigan. 55 anos de experiência pastoral, é Fundador da Casa de Oração da Comunidade Árabe Aberta e São Paulo. Em 2012 foi indicado para ocupar uma cadeira vitalícia da Academia de Letras do Brasil.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós. Deixe um recadinho! Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...