quarta-feira, 12 de março de 2014

E O OSCAR VAI PARA...

a Interpretação do evento!! Brincadeira gente… há alguns dias atrás o mundo assistiu a entrega do Oscar dos “melhores” filmes de 2013. Fora todo glamour, vestidos, cabelos e produção  todos os anos, a interpretação do evento é um show a parte. Entretanto,  mesmo que possa parecer que  a Fernanda Lima interpretou os apresentadores e discursos dos ganhadores do Oscar, não dá para definir seu trabalho como tal. Por que? Entende-se como interpretação a capacidade de estabelecer comunicação oral entre duas pessoas, ou mais, as quais não usam o mesmo código lingüístico. Entre outras palavras: ajudar alguém que não sabe o idioma a se comunicar com outra(s) pessoa(s) de modo oral. Ela mesmo adiantou antes do evento que os “comentários espontâneos” não seriam politicamente corretos, ao contrário, já como intérprete não dá para trabalhar assim. As pessoas podem confundir esta atividade com a tradução, mas não erre mais: tradução é restrito ao trabalho escrito, ou seja, tradução de livros, contratos e outros materiais impressos.

A criatividade nesta profissão está em buscar caminhos para transmitir a ideia original do orador e não em criar formas de falar algo que fuja do contexto. Como qualquer  profissão neste mundo, o trabalho de interpretação exige uma postura ética em igual proporção. Faço as palavras dos meus professores Milton Torres e Anna Schäffer as minhas, escritas no livro  Interpretação: a arte da interpretação simultânea, intermitente e consecutiva.

Para ser um excelente profissional, o intérprete deve se preparar previamente. Para fazer um trabalho bem feito, uma das qualidades mais exigidas nessa profissão é a postura ética. Espera-se que o intérprete tenha um desempenho
ético, ou seja, ele deve atuar honestamente, além de preservar as reais intenções do orador. (TORRES, 2012, p. 10).

Quem estuda ou trabalha com isso as vezes não se segura, fica indignado com os comentários feitos pelos apresentadores e suas tentativas de interpretar as piadinhas “internas” dos americanos (cá entre nós é muito sem graça). O objetivo aqui não criticar ninguém que se aventure na interpretação, claro, até por que respeito muito estes profissionais, mas enquanto eu não faço as apresentações do Oscar (brincadeirinha), ri loucamente quando vi o vídeo do Porta dos Fundos sobre interpretação. Confira!



 http://www.youtube.com/watch?v=cq5I4W1-n9w&feature=youtu.be



Brincadeiras a parte, seja profissional; assim como um médico pode matar um paciente, os intérpretes podem acabar com a reputação do seu cliente e ambos serem preso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós. Deixe um recadinho! Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...