domingo, 26 de janeiro de 2014

CASAIS INTELIGENTES ENRIQUECEM JUNTOS - Gustavo Cerbasi


Editora: Gente
Edição: 77ª
Ano: 2004
Páginas: 165

Olá pessoal, estou aqui mais uma vez. Para falar do meu terceiro livro lido este ano. As metas estão indo muito bem. =D - METAS AQUI -

Saí do meio dos poemas direto para os números. Já faz um tempo que quero ler este livro, desde que a assisti o filme "Até Que A Sorte Nos Separe". Tinha aquela certa curiosidade para saber como o livro tratava o assunto finanças.
O que achei do livro? Muito interessante. Motivos? Descobri que posso ter uma crise dos sete ano. E que administro muito mal minhas finanças.
O livro é dividido em partes, fala do namoro, do casamento, do casamento com filhos, e do futuro mais rico.
O autor  fala que "é importante ter em mente que não há propósito em guardar dinheiro tão somente pelo ato de guardar em si. Dinheiro guardado não trará maior sensação de segurança se vocês não souberem definir o que é e quanto custa a segurança. Dinheiro não lhes dará prazer se vocês não aprenderem a tirar prazer de cada momento da vida. Dinheiro não trará felicidade se vocês não souberem o que é felicidade. O grande bem que o dinheiro pode lhes dar é permitir manter aquilo que vocês conquistaram".
Ele também fala que a gente pode investir na poupança mensalmente para no futuro ter uma renda de R$ 10.000,00 por mês extra, fora aposentadoria. Para isso acontecer você pode investir de várias maneiras, valor pequeno é sinal de mais tempo investindo, valores maiores menos tempo. Um exemplo que deixou meus olhos brilhando foi o de investir R$ 3.747,00 por mês em 20 anos, para conseguir ter rendimento de 10 mil todo mês. Nossa achei um máximo o tempo, pois os outros exemplos sempre são 40 anos ou mais. Só tem um probleminha, só um, nunquinha na minha vidinha conseguiria guardar tudo isso ai, todo mês, faça chuva ou faça sol. :( Depois do desencantamento passar, pelo fato da minha realidade, ele vem com palavras de conforto para gente como eu, ele fala que a "sensação de riqueza se mede pelo estado de espírito, e não pela conta bancária. É rico quem tem uma vida feliz, saúde para vivê-la e também uma renda garantida para manter essa felicidade conquistada ao longo da existência. E a felicidade se constrói com escolhas - inclusive do padrão de consumo que se deseja ter".
Na página 72 o autor, na minha opinião, delira um pouquinho. Ele fala que é melhor vender uma casa e colocar o dinheiro para render e viver de aluguel, do que morar em uma confortável casa sem nenhum investimento ou investimentos baixos. Fala sério! Como assim? Vender sua casa para utilizar o dinheiro para investir? Não concordo, e juro achei um delírio da parte dele. Ele tentou de diversas formas me convencer nas linhas que se segue do livro, mas terminei o livro com o mesmo pensamento, não vendo a casa para investir, nem a pau, juvenal! Se me roubam? (ele fala como proteger nestes casos, mas mesmo assim, NÃO).
Uma coisa que ele ressalta no seu livro que gostei de saber foi a seguinte: "É correto investir essa sobra de recursos na antecipação da aposentadoria? Minha resposta é NÃO. Se, de vez em quando, sobram recursos em conta-corrente - por exemplo, ao receber o décimo terceiro salário -, não é pecado aproveitar esse bom momento e se dar o direito de alguns luxos: curtir umas férias, investir em um novo hobby, gastar em um jantar romântico, criar uma nova poupança para a troca do carro, comprar um eletrodoméstico, renovar o guarda-roupa, fazer um tratamento de beleza e assim por diante. Vocês decidem, é sua opção de luxo". 
 Quero frisar que é só se tiver sobrando dinheiro na conta - corrente que ele indica gastar o décimo, tá pessoal, brincadeirinha. Tem muitas outras dicas legais no livro. Sinceramente recomendo.

Abraços, até o próximo post, com um livrinho novo. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para nós. Deixe um recadinho! Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...